Home / Notícias / Campanha Agosto Dourado de incentivo ao Aleitamento Materno

 


mamar
Engajada na mobilização do mês “Agosto Dourado” em prol do aleitamento materno, a Prefeitura de São Caetano do Sul está promovendo ações que visam a conscientizar, primeiramente, os profissionais de saúde que prestam assistência às munícipes durante a gestação, parto e pós-parto.

No dia 6 de agosto, das 8h às 11h, a Casa da Gestante promove um encontro de pediatras e equipes de enfermagem da Atenção Básica com a fonoaudióloga Aline Elise Belini, especialista em amamentação na Amamãetar – Apoio ao Aleitamento Materno, e com a psicóloga Adriana Navarro Romagnolo, especialista em Psicologia Hospitalar com ênfase em Atenção Básica e Saúde da Família.

“Estudos indicam que as mães que são orientadas e acompanhadas por profissionais capacitados conseguem amamentar por mais tempo”, diz a coordenadora da Casa da Gestante, Patrícia de Mesquita Gonçalves, que é fonoaudióloga e Consultora Internacional em Amamentação certificada pelo IBLCE, International Board of Lactation Consultant Examiners.

Na sexta-feira, dia 10 de agosto, será realizada uma roda de conversa com mães na Casa da Gestante (Rua Vital Brasil Filho, 55, dentro do Hospital Euryclides de Jesus Zerbini, Bairro Santa Paula, telefone 4227-6776).

Unidade da rede municipal de saúde que atende mulheres com gravidez de risco e bebês prematuros, a Casa da Gestante também dispõe de um ambulatório de aleitamento materno para a orientação de todas as mulheres que acabaram de ter bebê no Hospital Zerbini.

É nesse ambulatório que é feita a primeira consulta do recém-nascido, cerca de 48 horas após o parto – antes mesmo da primeira consulta com o pediatra (que ocorre cerca de uma semana após o parto). O objetivo dessa consulta é verificar como a amamentação está sendo realizada e orientar caso haja alguma dificuldade.

“Nos casos em que a mãe ainda não passou pela Casa da Gestante, o próprio pediatra pode encaminhá-la caso avalie essa necessidade. Nosso trabalho é complementar ao atendimento de puericultura”, explica Patrícia Gonçalves.

AGOSTO DOURADO
Um alimento que vale ouro. A cor escolhida para marcar o mês do Aleitamento Materno lembra que não existe alimento mais valioso para o bebê do que o leite materno.

Nos primeiros seis meses ele é o único alimento necessário, dispensando até a ingestão de água. E, em tempos de crise econômica, é garantia de segurança alimentar para a criança.

O leite materno alimenta, hidrata e ainda protege o bebê de doenças, tanto nos primeiros meses, quanto pelo restante da vida. Quanto mais tempo uma pessoa for amamentada na infância, menor o risco de desenvolver obesidade e diabetes na idade adulta.

Por isso, o tema escolhido para marcar o Agosto Dourado, mês em que se comemora a Semana Mundial do Aleitamento Materno (de 1 a 7/08), é “Amamentação, a base da vida”.


- Fonte, foto e texto: PMSCS


COMPARTILHE: