Home / Notícias / Nova loja do Joanin irá gerar até 180 Vagas de Emprego

 


joanin-empregos
A nova loja do Joanin, que prevê geração de até 180 novos empregos, será construída no Bairro Santa Maria, em um terreno de 2.105 m² localizado na Alameda São Caetano, em frente à Praça Maria Salete Bento Cicaroni.

Atenção: Ainda não foram divulgadas informações sobre as vagas de emprego e o supermercado ainda será construído. Mais informações: www.joanin.com.br

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (04/10), no Gabinete do Prefeito, foi formalizada a entrega do alvará de construção a mais uma unidade da rede de supermercados Joanin em São Caetano do Sul. A Prefeitura estabeleceu uma série de medidas compensatórias a serem adotadas pela empresa.

Enio Moro Junior, secretário de Obras e Habitação de São Caetano do Sul, destaca as intervenções que vão ocorrer no bairro. “Dentre as várias medidas compensatórias que serão adotadas está a remodelação do sistema viário e a revitalização da Praça Maria Salete Bento Cicaroni.

A empresa fará a recuperação paisagística da praça, aquisição de novos brinquedos e pintura de bancos, além de concluir a construção do pergolado”, informa o secretário.

O novo supermercado será em um prédio com subsolo para estacionamento e dois andares, ocupando um espaço total de 5.600 m². Segundo o empresário Alecio Castaldelli, proprietário da rede de supermercados, a nova loja deverá estar pronta no período de um ano a um ano e meio e gerará de 150 a 180 novos empregos para a cidade.

No terreno serão derrubadas 37 árvores – a maioria de pequeno porte e nenhuma nativa da Mata Atlântica. “Para substituí-las, a empresa concordou em realizar o plantio de 117 novas árvores, que serão plantadas na praça e em outros locais da cidade”, diz o secretário.

Como parte das medidas de compensação ambiental inclui-se, também, a aquisição de um software de monitoramento de massas arbóreas desenvolvido pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). “Esse software nos permitirá fazer o monitoramento de todas as árvores da cidade, incluindo períodos de floração e poda das diferentes espécies.

Ele custa em torno de R$ 30 mil e nos será fornecido pela rede de supermercados como parte das ações de compensação ambiental”, diz o secretário.

auricchio-joanin


- Fonte e foto da reunião: PMSCS
- Foto Divulgação: Site Joanin