Home / Notícias / São Caetano recebeu a Zumba Especial de Natal no último domingo

 


natalina
No domingo (1/12), princesas, príncipes, belas e feras do mundo encantado de Walt Disney encontraram-se Ginásio Milton Feijão, no Bairro Olímpico, com um único objetivo: praticar zumba!

Foi com muita criatividade e fantasia que aconteceu o Master Class de Natal do projeto “Zumba é Saúde”, evento promovido pela Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da SELJ (Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude).

O evento contou com a presença do prefeito José Auricchio Júnior e ficou entusiasmado com a presença de público. “É muito gratificante perceber que cada ano que passa, mais e mais pessoas se juntam a este projeto de Zumba, que além de uma dança é acima de tudo uma prática esportiva, que faz muito bem ao corpo e também à mente”, elogiou Auricchio.

Já o vice-prefeito e secretário da SELJ corroborou as palavras do prefeito. “É a última edição deste terceiro ano em que desenvolvemos o projeto Zumba é Saúde, sempre com muita animação dos participantes. É um projeto consolidado que tem trazido muitos benefícios à população”, disse Vidoski.

O professor Alan Ferreira e a equipe Zumba Saúde esmeraram-se na produção. No papel de ‘Bela’, a professora Raffaela Gesuele, integrante da equipe há 5 anos, encarou o desafio de dançar zumba dentro de um longo vestido dourado: “O vestido é levinho”, comentou, com a autoridade de quem já gastou muita energia sobre os tablados. “Costumo dizer que a zumba é a minha razão de viver. A gente faz a diferença na vida dos nossos alunos, levando alegria, levando prazer, trabalhando a autoestima e a qualidade de vida”, emendou Raffaela.

“Eu acho maravilhoso esse trabalho do professor Alan. Ele está fazendo muitas

mulheres saírem da depressão, entrarem em forma, melhorarem a qualidade de vida”, confirmou a enfermeira Fátima Maria Rafael Boccara, 54 anos, que também entrou no espírito da fantasia e compareceu com cabelo e maquiagem de festa. “Estou na Zumba desde que começou. É uma coreografia livre, todo mundo pode participar, cada um no seu ritmo. A música é algo que contagia”, disse. Cheia de energia, ela ainda compartilhou um segredo que aprendeu com a vida: “Tá triste? Vai dançar!”

Mulheres foram a imensa maioria do público presente, mas o projeto Zumba é Saúde é aberto a todas as pessoas, sem discriminação de gênero ou idade. Prova disso foi a presença de Shiguenori Matsushita, 68 anos. Bancário aposentado, ele também não perde uma aula do projeto. Compareceu ostentando um quimono cheio de estilo e um sorriso cativante, além de muita animação. “Faço zumba todo dia. Saúde é tudo!”


- Fonte, foto e texto: PMSCS


*COMPARTILHE: