Home / Notícias / Setembro Azul: São Caetano realiza ações em homenagem aos surdos

 


setembro-azul
O Dia Nacional do Surdo será celebrado com apresentações teatrais, poesias e palestras informativas sobre saúde em São Caetano do Sul.

No dia 23 de setembro (domingo), das 14h às 16h30, a Prefeitura, por meio da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida (Sedef), em parceria com a Associação de Surdos de São Caetano do Sul (ASSCS), realizará uma série de atividades no Espaço Verde Chico Mendes (Av. Fernando Simonsen, 566, Bairro Cerâmica) como parte do Setembro Azul, mês dedicado às pessoas com surdez.

“O principal objetivo desta data é promover a reflexão acerca dos direitos e inclusão da pessoa surda na sociedade, além de comemorar as conquistas obtidas ao longo dos anos por esta comunidade, principalmente o reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais, a Libras, garantindo sua efetiva comunicação”, explica a secretária titular da Pasta, Adriana Gomes da Fonseca. “Nesse dia, em especial, coroamos nosso respeito, reverência e agradecimento aos surdos militantes, que há décadas lutam para que suas necessidades se tornem direitos”.

SETEMBRO AZUL
Comemorado oficialmente em 26 de setembro, o Dia Nacional do Surdo, instituído pela Lei 11.796/2008, foi escolhido em virtude da inauguração da primeira escola para este público no Brasil: o Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), no Rio de Janeiro, em 1857.

Ainda neste mês, outras datas reforçam a luta da comunidade surda ao longo da história, como o Dia Internacional do Surdo, em 30 de setembro, e o Dia Internacional da Valorização da Língua de Sinais, em 10 de setembro.

O azul simboliza a opressão sofrida pelos surdos, uma vez que, durante a Segunda Guerra Mundial, os nazistas identificavam as pessoas com surdez amarrando uma faixa dessa cor no braço, por considerá-las inferiores.

INCLUSÃO E RESPEITO
A Sedef de São Caetano dispõe de serviço de interpretação em Libras para acompanhar o munícipe surdo, em horário comercial, em situações onde seja necessária a comunicação, mas que não tenha, no local, uma pessoa capacitada para essa interação como, por exemplo, consulta médica, audiências ou assessoria jurídica.

A solicitação deve ser feita na Secretaria (Alameda Conde de Porto Alegre, 800, Bairro Santa Maria), com antecedência, de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Também neste horário, na própria sede da Sedef, a população surda tem à disposição o intérprete de Libras para que o atendimento seja eficaz e efetivo, tendo as dúvidas compreendidas e esclarecidas.


- Fonte, foto e texto: PMSCS


COMPARTILHE: