Home / Notícias / Tênis de Mesa de São Caetano vai representar o Brasil nas Olimpíadas

 


mesa
As equipes masculina e feminina de tênis de mesa do Brasil se classificaram para as Olimpíadas de Tóquio-2020.

No masculino, o Brasil derrotou a Argentina, por 3 a 2, no Pré-Olímpico Latino de Equipes, na Villa Deportiva Nacional, em Lima (Peru), no fim de semana (26 e 27/10).

São Caetano esteve representada na classificação do pré-olímpico pelo técnico Francisco ‘Paco’ Arado e pelos mesatenistas Bruna Takahashi, Laura Watanabe, Eric Jouti, Vitor Ishiy, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano.

Dois atletas das equipes que forem convocados para a Olimpíada poderão disputar também a competição individual.

Os times olímpicos serão formados por três atletas, sendo que o são-caetanense Hugo Calderano já tem vaga garantida no masculino.

As duas melhores meninas no ranking mundial na época da convocação e o melhor homem (além de Calderano) serão convocados. A terceira vaga será definida pela comissão técnica.

ARGENTINA NA FINAL
Um confronto entre Brasil e Argentina sempre é carregado de muita adrenalina. Na ‘final’ do pré-olímpico, valendo vagas para Tóquio-2020, não foi diferente.

Na primeira partida, o Brasil (Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy) perdeu para a Argentina (Horacio Cifuentes e Gastón Alto), por 3 a 2 – as partidas são disputadas em melhor de 5 sets.

Com 1 a 0 contra, o Brasil entrou pressionado com Hugo Calderano, que venceu Pablo Tabachnik (3 a 0), e empatou o confronto: 1 jogo a 1.

No terceiro embate, Gustavo Tsuboi perdeu para Horacio Cifuentes (3 a 1) e viu a Argentina se aproximar perigosamente da vitória: 1 a 2. No final, Hugo Calderano atropelou Gastón Alto (3 a 0) e deixou tudo empatado e nas mãos de Vitor Ishiy, que mostrou frieza para vencer Pablo Tabachnik (3 a 0) e garantir o passaporte para o País do Sol Nascente.

COMEMORAÇÕES
“Estou muito feliz de fazer parte dessa equipe e de fazer um jogo tão emocionante como este, para uma classificação aos Jogos Olímpicos, que era um sonho meu. Sabia que ia ser bem difícil, eles têm atletas fortes e experientes. Já estava preparado”, comemorou Ishiy.

“É uma sensação muito boa garantir essa vaga. Não foi um campeonato fácil. A Argentina mostrou que pode brigar com muitas potências. Estou muito feliz pela equipe. A gente não entra com expectativas. Não tem nada fácil na América Latina. Podemos treinar bastante para chegar em Tóquio no melhor nível”, projetou Hugo Calderano.

“Nossa equipe brigou até o fim e está de parabéns, apesar de eu não ter vencido no individual. Sempre fazemos o nosso melhor. Não é fácil vestir a camisa da Seleção, pois é uma responsabilidade enorme”, explicou Gustavo Tsuboi.

“Estamos bastante felizes, pois não é sempre que conquistamos uma vaga para os Jogos Olímpicos”, finalizou o técnico Paco.


- Fonte, foto e texto: PMSCS


*COMPARTILHE: