Aulas Presenciais na Educação Infantil são retomadas em São Caetano

As aulas presenciais nas escolas da rede municipal de São Caetano do Sul foram retomadas nesta segunda-feira (7/6) de forma escalonada: inicialmente, para as turmas G4 e G5 da Educação Infantil (4 e 5 anos de idade).

Dependendo da situação da pandemia e das orientações da Secretaria de Saúde, a previsão é a de que, a partir de 21 de junho, retornem às aulas presenciais os 1ºs, 2ºs e 3ºs anos do Ensino Fundamental e, a partir de 5 de julho, os 4ºs e 5ºs anos.

“Em pesquisa realizada pelas escolas, cerca de 80% dos pais e responsáveis responderam ser favoráveis ao retorno”, informou o secretário de Educação, Fabricio Coutinho de Faria, em entrevista a repórteres que acompanharam o primeiro dia de aulas presenciais na EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Francisco Falzarano, no Bairro Boa Vista.

Segundo o secretário, além dos minuciosos cuidados tomados pelas escolas, a antecipação da vacinação contra a covid-19 para todos os profissionais da Educação a partir de 18 anos de idade (prevista para julho pelo Governo do Estado de São Paulo) é um fator que confere segurança à comunidade escolar. “Hoje temos a maioria do nosso corpo docente imunizada. E aqueles que ainda não completaram o esquema vacinal poderão optar pelo trabalho remoto”, afirmou o secretário.

Cada escola da rede municipal tem autonomia para organizar suas turmas, respeitando os protocolos do Plano São Paulo, que prevê uma ocupação máxima de 35% da capacidade da sala de aula.

Na EMEI Francisco Falzarano, a diretora Evanise Juarez organizou a entrada em horários distintos – 7h50 para o G5 e 8h para o G4) e em duas portarias, conforme a localização da sala de aula, para evitar aglomeração de crianças. Na hora do lanche, turmas diferentes também são separadas.

Além da instalação de tapetes sanitizantes, medição de temperatura na entrada e oferta de álcool gel em todos os ambientes, a diretora ainda pediu aos pais que enviem trocas de máscaras para os alunos. E conta com a colaboração dos pequenos. “Todas as crianças já estão acostumadas a usar máscaras e higienizar as mãos”, constatou a diretora.

De acordo com Evanise, as orientações dadas por pais e professores, e a própria vontade que os alunos têm de retornar ao espaço da escola, são motivações para que eles observem atentamente as medidas de prevenção contra a covid-19.

A pequena Laura, de 5 anos, é uma das crianças que não via a hora de chegar a segunda-feira. “Minha filha estava bem ansiosa. Eu também fiquei muito feliz com a volta das aulas presenciais, e tranquila em relação aos cuidados que a escola tomou”, diz a moradora Laudiceia Pereira da Silva, mãe de Laura.

  • Fonte, foto e texto: PMSCS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *